Loja 1: (14) 97400-9348

Loja 2: (14) 99719-9348

Seg a Sex: 7:30h - 18h | Sab: 8h - 12h

10 Erros para evitar na hora da sua reforma

ro-6
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Muitas pessoas acham o processo da reforma muito chato e cansativo. E realmente pode ser, pois envolve uma série de decisões e detalhes.

Mas fique sabendo que você pode amenizar a dor de cabeça tomando algumas precauções antes de começar sua reforma. Pensando em ajuda-lo, vamos listar aqui 10 comportamentos que podem comprometer ou encarecer a sua obra.

1. Não ouvir o profissional.

Esse é um erro que parece óbvio, porém muitas pessoas tendem a cometê-lo. Em uma reforma, nós sempre queremos tudo do nosso jeito; afinal de contas, é o nosso espaço.

Não ouvir um profissional é uma péssima ideia

Porém, apesar de você tomar as decisões, nunca ignore a opinião do profissional. A obra é toda sua, mas a experiência e expertise é toda dele. Ouça com atenção suas preocupações e soluções, e evite complicações futuras.

2. Exagerar nos materiais.

Cuidado para não se emocionar e fazer compras desnecessárias. Na hora, pode bater o medo de que o material não seja suficiente, mas comprar mais do que se deve é, com certeza, o fator que mais facilmente encarecerá sua obra. Dito isto, use a experiência do seu engenheiro ou dos atendentes das lojas para fazer cálculos de metragem.

Além disso, não há motivos para achar que um ambiente minimalista não possa ser funcional e bonito ao mesmo tempo. Optando pela simplicidade, você evita se perder em meio a tantas possibilidades.

3. Não seguir os passos.

É preciso muito planejamento antes de começar a sua obra. No parágrafo anterior, você aprendeu que é perigoso deixar-se levar pela emoção. Aqui, essa dica também se aplica. Não inverta a ordem dos passos para não se perder. Antes de pensar em decoração e tudo mais, conheça os espaços da sua casa e quais as possibilidades. Tentar colocar algo enorme em um espaço pequeno, por exemplo, irá comprometer não só a harmonia visual do cômodo, como também sua praticidade.

4.   Misturar o que você quer com o que você precisa.

Seja bem rígido com o seu orçamento; tome cuidado para não misturar as coisas e começar a  incluir mudanças desnecessárias. Nem sempre o que você quer é aquilo que você precisa.

Eleja prioridades para deixar os excessos e gastos extras para trás. Fazer uma lista com aquilo que você realmente precisa e outra com o que é mero capricho pode ajudar.

5.   Não investir em materiais de qualidade.

De nada adianta fazer uma reforma se vai precisar de outra em breve. Para evitar reparos futuros, você deve investir em materiais de primeira linha, duráveis e com qualidade garantida. Você pode achar que isso sairia caro, mas com as ofertas da Sales, você consegue os melhores materiais por um ótimo preço. Clica no link e confira: https://salesmateriais.com.br/ofertas/

6.   Ter medo de arriscar.

Ao decidir pelas decorações e detalhes da sua obra, não tenha medo de arriscar coisas novas. O seu canto deve ter a sua cara; então, tenha monte-o como tal. Ideias criativas podem ao mesmo tempo serem mais baratas e mais autênticas.

7. Começar comprando os móveis.

Tudo no seu tempo e na sua ordem, lembre-se disso. Cuidado para não comprar os móveis antes de planejar a obra. É muito mais fácil decidir quais mesas ou sofás comprar depois que o seu espaço estiver pronto.

8. Escolher os acabamentos no final.

Apesar do nome, nunca é aconselhável deixar os acabamentos para serem decididos no final da obra. Planejamento em primeiro lugar, lembre-se sempre.

Não escolha os acabamentos no final, apenas
Não escolha os acabamentos no final, apenas

Esses detalhes podem aumentar os seus gastos se forem deixados para a última hora.

9. Não ter uma reserva no orçamento.

A sorte ajuda as mentes preparadas. Dentro do seu orçamento, separe uma parte para imprevistos. Cerca de 10 ou 15% do orçamento é uma reserva suficiente para que você não quebre a cabeça para gastos inesperados.

10. Esquecer de legalizar a obra.

Não esqueça que toda obra deve ser comunicada à prefeitura da sua cidade. Regularize todo o processo e procure saber exatamente o que você deve comunicar e a quem. Assim, evita possíveis multas, denúncias…. e muitas dores de cabeça.

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram