Loja 1: (14) 97400-9348

Loja 2: (14) 97400-2340

Seg a Sex: 7:30h - 18h | Sab: 8h - 12h

Tipos de porcelanato: retificado, polido, esmaltado e natural

piso-capa
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

O porcelanato é um revestimento bem popular entre aqueles que estão realizando uma obra, tanto por seu preço quanto por sua beleza, durabilidade e resistência.

Sendo composto, em sua maior parte, por rocha e argila, esse material passa por um processo onde é queimado em uma temperatura altíssima, o que o permite ter seus principais benefícios.

Seu método de produção, e algumas somas nos ingredientes depois dela, fazem com que existam diferentes tipos de porcelanato, que podem se adequar a diferentes ambientes.

Seja na absorção da água, na resistência mecânica, na resistência a manchas, facilidade de causar escorregões e tantas outras coisas, diferentes tipos de porcelanato irão ter diferentes resistências a esses e outros itens, assim como se adequar melhor em alguns ambientes e nem tanto a outros.

Retificado

Ao ser produzido e cortado é comum que as placas do porcelanato tenham um acabamento de borda, o que deixa suas extremidades arredondadas.

No caso do porcelanato retificado as peças passam por uma técnica chamada de retífica, que usa de várias lixas para fazer com que as extremidades fiquem regulares.

Porcelanato retificado as peças passam por uma técnica chamada de retífica

A retífica tem como objetivo deixar as placas completamente retas, o permite que, na hora da aplicação do piso, não seja preciso usar tanto rejunte, as placas fiquem mais próximas e a aparência mais regular.

Polido

A principal característica do porcelanato polido é seu brilho intenso, que vem do fato de que, após a queima, ele recebe uma camada maior de proteção impermeabilizante.

Um piso extremamente mais escorregadio

Essa camada o torna fácil de ser limpo, durável e brilhante, mas também extremamente escorregadio, o que faz com que seja uma escolha ruim para ambientes externos e alguns dos internos, como banheiro e cozinha.

Esmaltado

Após a queima do porcelanato aqueles que irão ser transformados na versão esmaltada recebem uma camada de esmalte, que pode os levar a ser de quatro diferentes tipos: liso, brilhante, fosco ou áspero.

É importante saber também que os revestimentos possuem um índice chamado de PEI, que nada mais é que um valor atestando qual a resistência do material, variando entre 1 e 5.

Os pisos recebem uma camada de esmalte

Os quatro tipos de porcelanato esmaltado possuem valores de PEI diferentes, e mesmo aqueles de mesmo tipo podem também o ter, por isso é importante prestar atenção a isso antes de escolher um deles para um ambiente específico.

O porcelanato esmaltado áspero, por exemplo, é uma excelente escolha para ambientes externos, até mesmo próximo a piscinas, já que o porcelanato em si costuma ser um material resistente a água e sua versão áspera torna mais difícil ocorrer acidentes.

Natural

Todos os tipos de porcelanato até aqui recebem algum tipo de tratamento extra depois de passarem pela queima, como o esmalte na versão esmaltada ou o impermeabilizante na versão polida.

Já a versão natural dele é ‘neutra’, por isso não receberá nenhum tipo de produto ou acabamento especial após ser feito.

Não receberá nenhum tipo de produto ou acabamento especial

Isso faz com que ele seja pouco escorregadio, possua uma aparência bem fosca e seja um dos revestimentos mais resistentes encontrados.

Sua aparência natural faz com que seja excelente para trazer um clima de maior conforto aos ambientes, e sua capacidade de ser resistente, tanto a água quanto trânsito de pessoas, quedas e arranhões, além de acidentes causados por escorregões, faz com que possa ser aplicado tanto em ambientes internos quanto externos.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram